Dicas

Família: . Antes de levar um animalzinho para casa, tenha certeza de que ele não será motivo de discórdia e brigas. Caso contrário, todo mundo vai sofrer, principalmente ele. Tenha em mente  que  o Rottweiler  e´um cão de grande porte.Por tanto necessita de espaço e exercícios frequentemente. O rottweiler e´considerado um excelente cão de  CIA,GUARDA E PASTOREIO. Extremamente dócil e fiel ao dono e a FAMÍLIA.

Alimentação: um animal bem alimentado é um amigo feliz. Forneça alimentos apropriados e de boa qualidade nutricional de acordo com a espécie e a idade do animal. Os adultos devem ser alimentados duas vezes ao dia, e os filhotes de quatro a seis vezes ao dia.O rottweiler e´um cao de amadurecimento tardio, atingindo sua maturidade aproximadamente  aos 2 anos de idade. Mantenha sempre a água limpa e fresca à disposição. Recolha os restos de alimentos do comedouro do animal, evitando, assim a proliferação de ratos, baratas e formigas. EVITE A OBESIDADE!!

Higiene: o cão deve ter abrigo confortável, protegido do sol, da chuva e do vento. Para evitar algumas doenças, recomenda-se um ou dois banhos por mês. Não sendo recomendável tomar banho frequentemente.  A escovação regular e´ altamente recomendável,(3x por semana )E lembre-se: todo proprietário deve recolher as fezes de seu animal nas ruas, nas calçadas e nos parques. É uma atitude de cidadania e obrigatória por lei.

Cuidados Médicos: seu amigo também precisa ir ao médico. e  este cuidado deve ser desde os primeiros dia de  vida. Ao desmamar, ele deve visitar o médico veterinário para desverminar e receber as vacinas. Os filhotes devem ser vacinados com QUATRO DOSES DE VACINAS (V10) E  UMA de ANTI-RÁBICA, tendo  inicio aos 45 dias de vida ou conforme  orientação veterinária. E os adultos anualmente, com vacina contra a raiva e doenças próprias da espécie. Providencie a vermifugação do seu animal seguindo as orientações veterinárias a esse respeito. recomenda-se vermifugar a cada 4 meses. E não se esqueça de levá-lo para fazer exercícios. OBS.:  *SEU FILHOTE ESTARÁ APTO A PASSEIOS E CONTATO COM PESSOAS E OUTROS ANIMAIS  APOS O FIM DO CICLO DE VACINAÇÃO

Atividades físicas: durante o passeio, utilize sempre coleira e guia. Em alguns Estados o uso de  focinheira   é obrigatório. SE INFORME!   É segurança para o animal e para as pessoas.  Comece com caminhadas moderadas e crescentes ...  atencao  ao excesso e a displasia "adquirida". evite  pisos  escorregadios!

Castração: o animal castrado vive melhor e fica mais dócil. Todo proprietário pode levar seu animal para castração, seja ele macho ou fêmea, de raça ou não. Assim, você contribui para diminuir a superpopulação de animais na cidade, além de prevenir doenças, como por exemplo o câncer.

Identificação Definitiva: a aplicação do microchip é um método seguro de identificação definitiva no seu animal. Do tamanho de um grão de arroz, sua aplicação é simples e não precisa de anestesia. Por ser inviolável, ele garante a identificação do seu amigo caso ele se perca ou seja roubado. Consulte seu veterinário.

Lembre-se: Maltratar um animal, por qualquer motivo, além de cruel, é um crime que prevê penas de prisão e multa.

Trate bem quem só quer dar carinho e atenção. Faça dessa amizade uma Guarda Responsável. Evite acasalamentos desnecessários e imprudentes.


ALGUMAS DICAS PRÁTICAS SOBRE COMO CUIDAR BEM DE UM CÃO

Muitas pessoas cuidam de cães, mas poucas cuidam BEM dos cães. Nosso intuito aqui é dar algumas dicas práticas sobre como cuidar BEM de um cão.

INTELIGÊNCIA E SENTIMENTOS:

Cuidar BEM de um cão implica em, primeiramente, despir-se daquela idéia de que um cachorro é somente um cachorro e deve ser tratado como tal. Para princípio de conversa, cachorros são EXTREMAMENTE INTELIGENTES, OBSERVADORES E PERSPICAZES.

É muito difícil enganar um cachorro com o qual se convive, porque eles aprendem a "ler" as nossas intenções e a premeditar as suas ações. Qualquer pessoa que realmente convive com um cachorro deveria prestar atenção a este fato. E a conclusão que se pode tirar disto é uma só: cachorros, além de inteligência aguçada, têm SENTIMENTOS.

Eles ficam magoados quando são traídos, ficam tristes quando apanham, ficam felizes quando recebem carinho, ficam desconfiados quando vêem alguma coisa estranha, ficam furiosos quando alguém tenta atacar o seu dono.

FRIO, CALOR E DOR

Se você estiver convencido de que cachorros têm sentimentos e inteligência, é evidente que vai concordar que eles também sentem FRIO, CALOR e DOR, embora em níveis um pouco diferentes dos nossos.

Portanto, não deixe seu cachorro dormindo ao relento, no vento ou na chuva. Providencie abrigo, recomenda-se tablados de madeira, preferencialmente entre e cinco e dez centímetros do solo. Evite mantê-lo em contato com urina e fezes.

Da mesma forma, não deixe seu cachorro no sol sem opção de ir para a sombra. Não coloque a sua casinha diretamente no sol de verão. ELE SENTE CALOR!!! Quanto maior o cachorro, mais calor ele sentirá. Cachorros grandes podem ter inclusive quedas de pressão e desmaios quando estiver muito calor. Não brinque ou corra, nem leve o seu cachorro para fazer exercícios extenuantes em pleno calor de verão. ELE PODE DESMAIAR. Por outro lado, forneça contato à luz solar periodicamente em horários que o sol estiver mais branco, manhã e/ou final da tarde.

Cachorros têm uma tolerância muito maior do que a nossa para a dor. Assim, se você ouvir um cachorro ganir de dor, tenha certeza de que está doendo MUITO. Para um cachorro ganir de dor, a dor que ele está sentindo é tanta que um ser humano não agüentaria sem desmaiar. Portanto, respeite e esteja alerta aos sinais de dor de seu cachorro. Atente-se a comportamentos extra cotidianos tais como: falta de apetite, indisposição e/ou perda de reflexos.

Ao mesmo tempo, não faça nada que possa trazer dor ao seu cão, porque ele só reclamará quando não agüentar mais. Coleiras muito apertadas, unhas cortadas muito rentes, feridas abertas, tudo isto causa dor. Trate o cachorro como trataria a si mesmo. Massageie constantemente toda a extensão do corpo, verificando a existência de corpos estranhos, caroços, furúnculos, carrapatos, bernes  e etc. 

FOME E SEDE

Não há nada pior neste mundo do que sentir fome ou sede. Alimente o seu cachorro corretamente: filhotes até 8 meses devem ser alimentados 4 vezes por dia. Acima de 8 meses, passe para 2 vezes por dia. NUNCA dê menos de 2 refeições por dia para o seu cachorro. Verifique a quantidade indicada no verso do saco da ração de acordo com a idade. Qualquer dúvida, consulte um veterinário.

Da mesma forma, cachorros com sede ficam com problemas renais. Cachorros (assim como todos os animais, inclusive nós) adoram água limpa. Só em último caso eles tomam água suja. Portanto, mantenha uma vasilha grande e com água sempre limpa para o seu cão. Troque a água várias vezes ao dia, mesmo que ela pareça limpa. Ministre somente água filtrada ou mineral ao seu cão enquanto filhote. A água não tratada é a principal causa de uma doença muito comum chamada Giardíase.

COMIDA QUENTE OU GELADA

Comida muito quente causa diarreia nos cachorros, e comida gelada causa dor de estômago. A comida deles deve estar praticamente na temperatura ambiente. No inverno, pode estar morna, mas nunca gelada ou muito quente. Lembrando que um cão saudável necessita apenas da quantidade indicada de uma ração de boa qualidade e água potável.

SAL E TEMPEROS

Sal e temperos são verdadeiros venenos para os cachorros. Cachorros não devem comer comida de gente. Eles devem comer ração pura, ou comida especialmente preparada para eles (sem sal nem tempero), ou uma mistura das duas.

As rações já têm a quantidade de sal necessária para o bom funcionamento do organismo canino. Não há necessidade de acrescentar sal nem tempero nas comidas feitas para os cachorros.

Alimentação com excesso de sal ou temperos causa queda de pêlos. Um cachorro normal só perde pêlo em grande quantidade no final do inverno e entrada do verão. Qualquer outra grande perda de pêlo pode indicar que a alimentação está errada ou déficit de alguma proteína ou vitamina. Neste caso, procure o veterinário de sua confiança e solicite um hemograma completo.



SINTOMAS DE CACHORROS COM VERMES

Remelas excessivas

Perda de apetite

Vômitos sem motivo

Diarreias ou fezes com "gelatina" misturada

Alguns alimentos aumentam a incidência de vermes e os fazem procriar mais rapidamente. O LEITE e a CARNE CRUA são dois exemplos. Nunca dê leite de vaca ou carne crua para cachorros. No caso do leite, a situação ainda é pior: o estômago deles não está preparado para absorver a lactose e o excesso de gordura presente no leite de vaca, e pode provocar vômitos e diarreias compulsivas.


VÔMITOS E DIARREIAS


Vômitos ou diarreias sem motivo aparente podem ser sintomas de vermes (veja o item anterior) ou sintomas de outras doenças muito mais graves (parvo virose e outras). Consulte o veterinário imediatamente (não exite) em caso de vômitos e diarreias compulsivas. CACHORROS FICAM DESIDRATADOS EM QUESTÃO DE POUCAS HORAS E PODEM MORRER POR ISTO.

Obs: Ao observar uma diarreia com sinais de sangue, leve-o imediatamente a um hospital veterinário (parvo virose é a principal causa de morte da raça Rottweiler).

Podem, também, indicar que o cachorro comeu algo que não devia: comida temperada ou com excesso de sal, leite, grama, madeira, plástico, vidro, lixo, restos de animais, etc.


LIMPEZA DAS ORELHAS

Com a ponta do dedo indicador introduza superficialmente e cuidadosamente uma gaze seca e exerça movimentos circulares.

Evite ao máximo o contato de água e/ou produtos de higiene, como por exemplo o shampoo, dentro da orelha. Isso poderá causar otites. Sempre que observar este incidente, seque o orifício da orelha imediatamente. NÃO USE OBJETOS PONTIAGUDOS.

As orelhas são um dos órgãos mais sensíveis dos cachorros. Alguns permitem pacificamente que se limpe, outros não deixam nem chegar perto. Cachorros com orelhas grandes costumam ter mais problemas nos ouvidos do que aqueles de orelhas pequenas. Neste caso, leve-o a um veterinário ou a um petshop profissional.

Caso haja corrimento, secreção amarelada, sangue ou o cachorro esteja coçando desesperadamente a orelha, leve-o imediatamente ao veterinário. Vários e sérios problemas podem ocorrer caso problemas nas orelhas não sejam tratados rapidamente.

 
WordPress Theme Design by New WP Themes | Bloggerized by Lasantha - Premiumbloggertemplates.com